A CARNE VEGETAL- QUAL O LANCE?

0
202

OI, GALERA!!

QUE TEM MUITOS PRODUTOS VEGETAIS IMITANDO HAMBURGUERS, BIFES, LINGUIÇAS, SALSICHAS E POR AÍ VAI, TODO MUNDO JÁ SABE.

MAS QUAL O MOTIVO?

Vamos , juntos, descobrir porque essa mudança de hábitos será muito significativa, em um futuro próximo.

REDUZIR A CARNE VERMELHA:

Passou a fazer parte de uma agenda necessária no mundo inteiro. Recentemente, a importância da medida foi reconhecida no relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) da Organização das Nações Unidas. Para resumir em poucas linhas, há dados indicando que a atividade pecuária gera mais gases do efeito estufa do que todos os meios de transporte juntos.

É, sim! Durante a digestão, bois e vacas produzem muito metano, um gás que contribui com 23% do efeito estufa e é 21 vezes mais ativo que o gás carbônico na retenção dos raios solares que aquecem o globo! No Brasil, os rebanhos de bovinos e outros ruminantes (cabras, ovelhas, búfalos…) contribuem muito com esses gases!

Conheça a anatomia e fisiologia do sistema digestivo dos bovinos?
imagem: Google imagens

É aquecimento global e os desastre naturais que vem junto com ele.

Além do efeito estufa, o abuso da carne vermelha já está associado ao desenvolvimento do diabetes , alguns tipos de câncer e aumento das doenças cardio vasculares.

O brasileiro costumava consumir uma quantidade de 700g de carne / semana, enquanto que o recomendado são 400g/ semana.( com essa pandemia e o aumento expressivo da carne de qualquer espécie, esses índices devem ser muito mais baixos…)

Nesse contexto nasce a carne vegetal, uma mistura de ingredientes que tem por alvo imitar o sabor, a aparência e as características olfativas e degustativas de um bom bife ancho.

Veja o quadro comparativo abaixo:

Nova cara da carne
imagem:https://saude.abril.com.br/alimentacao/a-nova-cara-da-carne/

A análise que foi feita está concentrada na quantidade de sódio e gorduras saturadas, o que não ajuda em nada, quem precisa de uma alimentação regrada nesses aspectos.

A carne vegetal é um produto feito à base de proteínas vegetais, que busca imitar a carne bovina na aparência, sabor e textura. São diversas as plantas que podem ser usadas para fazer essa carne, sendo as mais comuns grão de bico, soja  e ervilha.

Essa nova forma de carne é muito atrativa para vegetarianos e veganos, visto que muitas delas passam a adotar esse estilo de vida por uma questão de ética e não por não gostar de carne. Assim, essa opção à base de plantas passa a ser uma forma dessas pessoas continuarem a comer “carne”, porém sem o sofrimento animal.

A carne vegetal pode ser feita através de diversas plantas e proteínas vegetais. Em geral, as carnes vegetarianas que estão hoje no mercado são uma mistura de diversos vegetais.

Como dito anteriormente, entre as opções mais comuns para o preparo desse tipo de carne estão a soja, grão de bico e ervilha. Em alguns casos, utiliza-se a beterraba para dar cor ao produto.

Além disso, são adicionados condimentos e outras substâncias orgânicas, seja para dar gosto ou imitar a aparência e textura da carne bovina.

De qualquer forma, trata-se de um produto feito com 100% de ingredientes vegetais.

Como é feita a carne vegetal?

A carne vegetal pode ser feita através de diversas plantas e proteínas vegetais. Em geral, as carnes vegetarianas que estão hoje no mercado são uma mistura de diversos vegetais.

Como dito anteriormente, entre as opções mais comuns para o preparo desse tipo de carne estão a soja, grão de bico e ervilha. Em alguns casos, utiliza-se a beterraba para dar cor ao produto.

Além disso, são adicionados condimentos e outras substâncias orgânicas, seja para dar gosto ou imitar a aparência e textura da carne bovina.

De qualquer forma, trata-se de um produto feito com 100% de ingredientes vegetais.

DIFERENÇAS ENTRE PROTEÍNAS ANIMAIS E VEGETAIS:

Sim, há várias diferenças, a principal delas sendo a quantidade de aminoácidos que cada alimento contém. Os aminoácidos são as substâncias orgânicas que formam as proteínas. São 20 tipos de aminoácidos que existem na natureza e o nosso organismo não consegue produzir 9. Portanto, é preciso adquiri-los através da alimentação.

Considera-se uma fonte completa de proteína aquele alimento que fornece esses 9 tipos para o organismo, os chamados aminoácidos essenciais. Grande parte das proteínas animais são fontes completas de proteína, como o peixe, a carne bovina, carne de aves, como o peru, codorna e galinha, e laticínios, como o leite e queijo.

Já com as proteínas vegetais, é outra história. A maioria é incompleta, o que quer dizer que não tem pelo menos um dos aminoácidos essenciais. 

No caso de quem opta por uma dieta sem produtos de origem animal, é preciso combinar diversos alimentos para que todas as necessidades do organismo sejam atendidas.

Entretanto, é um mito que as fontes completas de proteína são apenas de origem animal. Alguns vegetais oferecem sim todos os aminoácidos essenciais, como é o caso da soja, quinoa e grão-de-bico.

No caso da carne vegetal, as empresas fazem um mix de plantas, o que permite que ela atenda às mesmas necessidades nutricionais de uma carne normal.

O LADO “B” DA CARNE VEGETAL:

Infelizmente, nem tudo são flores. A carne vegetal também tem seus problemas.

O principal deles é que, apesar da proposta da carne vegetal é que ela seja mais saudável, na maioria dos casos ela é uma comida ultraprocessada. Ou seja, durante a produção, ocorre a adição de diversos ingredientes que não fazem bem para a saúde, como sal, açúcares, gorduras, corantes e substâncias sintetizadas em laboratório.

Algumas pessoas que buscam por uma alternativa mais saudável e natural, acabam se enganando pela proposta de uma carne à base de plantas e consomem um alimento industrializado.

Isso é muito preocupante, já que quando consumidos em excesso, esses alimentos podem causar obesidade, aumento do colesterol, hipertensão, infarto e diversas outras doenças.

Por isso, se você for comprar uma carne ou hambúrguer vegetal, preste bastante atenção nos ingredientes que estão na embalagem.

Ainda, tem como fazer uma carne vegetal em casa ou encomendar de empresas menores que a preparem de uma forma mais saudável. Mas, é claro, essas opções não irão se assemelhar tanto à carne bovina como a carne vegetal ultraprocessada.

Apesar de ser uma grande tendência, a carne vegetal pode não ser tão benéfica assim para a saúde.

Startup de "carne vegana" faz sucesso em entrada na Bolsa de Valores -  Pequenas Empresas Grandes Negócios | Startups
imagem: carne vegana – pequenas empresas grandes negócios

Mas, você pode criar sua própria receita! Usando os grãos citados, proteína de soja, temperos, faça sua versão saudável de carne vegetal!

pesquisa: Vipfood; E-Cycle ; Saúde Abril ; Wikipédia; Imagens Google

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here