UMA NOVA PARTÍCULA ATÔMICA?

0
227

ALÔ PESSOAL!!!!!!

O Victor, meu querido ex-aluno, deu a dica para essa reportagem que saiu Na Folha on line!Muito obrigada!

Voces sabem que o átomo é o o começo e o fim de todas as coisas.

Mas além das partículas fundamentais, protons, neutrons e elétrons, há formações menores e é sobre isso a matéria abaixo:

Se um grupo de físicos americanos estiver certo, a humanidade acaba de topar com uma nova partícula fundamental –uma peça essencial do quebra-cabeças da matéria que, até agora, tinha passado despercebida. A possibilidade vem de dados obtidos pelo Tevatron, acelerador de partículas que fica em Batavia, Illinois (meio-oeste dos EUA). Os físicos que avaliaram os dados trabalham no Fermilab, instituição onde o superacelerador está instalado. O trabalho desse tipo de máquina é promover trombadas de partículas em níveis de energia altíssimos. No caso do Tevatron, as trombadas envolvem prótons (componentes do núcleo dos átomos com carga elétrica positiva) e antiprótons (“gêmeos” dos prótons com carga invertida, negativa).

Quando a pancada de partículas acontece, os prótons e antiprótons originais são aniquilados, e o que sobra são jatos altamente energéticos dos componentes menores dessas partículas. É mais ou menos como jogar um computador no chão com força suficiente para que as peças se soltem. Depois, examinando as peças, tenta-se entender como ele estava montado e como funcionava. Só que, no experimento coordenado pelo físico Giovanni Punzi, havia uma peça completamente inesperada. Os cientistas já conhecem um zoológico de partículas fundamentais, mas nenhuma bate com a energia dos jatos observados nos testes. Então, que diabos seria aquilo? Um candidato é o misterioso bóson de Higgs, partícula prevista teoricamente mas nunca achada, que daria massa (o que chamamos popularmente de “peso”) a outras partículas. Punzi e companhia não apostam nessa hipótese. “Mas a massa do que eles viram até poderia ser compatível com o Higgs”, avalia Ronald Shellard, do CBPF (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas), no Rio de Janeiro. (http://www1.folha.uol.com.br)

Será que é mesmo o famoso e nunca identificado bóson de Higgs?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here