CINÉTICA QUÍMICA – VELOCIDADE DA REAÇÃO II

0
276

OI, GALERA!!!

FOCADOS NA VELOCIDADE DA REAÇÃO! NÃO DEIXA PARA TRÁS!
Já descobrimos como ocorre uma reação e as condições para que isso aconteça.
Agora, vamos calcular essa velocidade!

Velocidade Média de uma reação:

( ESSA FÓRMULA É A MESMA DO CÁLCULO DE VELOCIDADE MÉDIA NA FÍSICA!)

Cálculo da velocidade média
Durante uma reação química, os reagentes são consumidos para que os produtos sejam formados. Por essa razão, podemos calcular a velocidade em que um reagente é consumido ou a velocidade em que um produto é formado, por exemplo. Em ambos os casos, sempre vamos realizar o cálculo a partir da relação entre a variação da concentração e a variação do tempo:
v = |Δ[ ]|
     Δt
Observação: O módulo |Δ[ ]| é necessário porque a velocidade não pode ser negativa. Além disso, existe a possibilidade de, ao calcular a variação da concentração (Δ[ ]), o resultado ser negativo (principalmente nos reagentes, pois a concentração final é menor que a inicial).
Para determinar a velocidade média em que uma reação (vr) é processada, devemos obrigatoriamente conhecer a velocidade (vx) de qualquer um dos participantes da reação e dividi-la pelo seu coeficiente estequiométrico da reação:
vr = vx
      n
Para exemplificar os cálculos da velocidade em uma reação química, vamos utilizar como base a equação que representa a reação de formação da amônia.
1 N2 + 3 H2 → 2 NH3
Nessa reação, o N2 e o H2 são reagentes, enquanto o NH3 é o produto. À medida que o tempo passa, a quantidade de reagentes diminui e a quantidade de produtos aumenta, de acordo com a tabela a seguir:
Utilizando os dados acima, é possível determinar a velocidade de cada um deles em qualquer intervalo de tempo. Para exemplificar, determinaremos a velocidade de cada um no intervalo de 0 a 2 minutos de reação:
OBSERVE SEMPRE A TABELA PARA NÃO ERRAR- PREENCHA DE ACORDO, O NÚMERO DE MOL/L  COM O TEMPO !!
Para o N2   
→ A concentração varia de:
Δ[ ] = |0,1 – 0,2|
Δ[ ] = 0,1 mol/L
→ O tempo varia de:
Δt = 2 – 0
Δt = 2 min
→ A velocidade de consumo de N2 será, então:
v = |Δ[ ]|
Δt
v = 0,1
2
v = 0,05 mol.L-1.min-1
Para o H2
→ A concentração varia de:
Δ[ ] = |0,3 – 0,6|
Δ[ ] = 0,3 mol/L
→ O tempo varia de:
Δt = 2 – 0
Δt = 2 min
→ A velocidade de consumo de N2 será, então:
v = |Δ[ ]|
Δt
v = 0,3
2
v = 0,15 mol.L-1.min-1
Para o NH3
→ A concentração varia de:
Δ[ ] = |0,2 – 0|
Δ[ ] = 0,2 mol/L
→ O tempo varia de:
Δt = 2 – 0
Δt = 2 min
→ A velocidade de formação de NH3 será, então:
v = |Δ[ ]|
Δt
v = 0,2
2
v = 0,1 mol.L-1.min-1
A velocidade média da reação de formação do NH3 pode ser determinada por meio de qualquer uma das velocidades conhecidas de qualquer um dos participantes da reação. Nós dividiremos a velocidade deles pelo coeficiente da reação. A tabela a seguir traz o cálculo feito com as velocidades e os coeficientes dos três participantes:
Analisando a tabela, podemos concluir que o resultado do cálculo da velocidade média de uma reação será o mesmo independentemente do participante utilizado no cálculo.
De uma forma geral:
Fórmula para calcular a velocidade média das reações fornecida pela IUPAC.
alunosonline.uol.com.br

ATENÇÃO:

A velocidade média da reação pode ser encontrada através de qualquer um dos seus componentes, reagentes ou produtos.

Mas a dica fundamental é nunca esquecer do coeficiente, ou seja o número de mols que está na frente de cada componente e dividir a velocidade que você calculou por esse número!!!! ESSA É A VELOCIDADE MÉDIA DA REAÇÃO!

NÃO CONFUNDA COM VELOCIDADE DE CADA COMPONENTE, COMO FOI CALCULADO ACIMA….

fonte:http://manualdaquimica.uol.com.br

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here