DIOXINAS

0
818


ALÔ PESSOAL!!!!!

Estava fazendo o planejamento da aula de amanhã quando vi essas fotos de um político ucraniano:

Um caso famoso e recente.Victor Yushchenko, candidato a presidência da Ucrânia em 2004 ficou seriamente doente durante a corrida presidencial no começo de Setembro. No diagnóstico, pancreatite aguda e edemas relacionados a uma infecção viral e compostos químicos que não são normalmente encontrados nos alimentos levaram o presidenciável a afirmar que havia sido envenenado.Yushchenko então reapareceu com o rosto completamente desfigurado (foto abaixo) devido a cloracne ocasionada por envenenamento por dioxina. A concentração de dioxina no sangue do candidato encontrava-se 6000 vezes acima do normal. Apesar de polêmico, esse diagnóstico foi o mais aceito até então, e a premissa de envenenamento foi mantida.( fonte:http://scienceblogs.com.br)

mas afinal, o que dioxina?

Não é uma substancia só, mas um conjunto delas e a mais famosa é a fórmula acima.

Dioxina é um composto orgânico, heterocíclico, antiaromático, com a fórmula C4H4O2. A dioxina é um solvente orgânico altamente tóxico, carcinogênico e teratogênico.

Como são formadas?

As dioxinas são subprodutos não intencionais de muitos processos industriais nos quais o cloro e produtos químicos dele derivados são produzidos, utilizados e eliminados. As emissões industriais de dioxina para o meio-ambiente podem ser transportadas a longas distâncias por correntes atmosféricas e, de forma menos importante, pelas correntes dos rios e dos mares. Conseqüentemente, as dioxinas estão agora presentes no globo de forma difusa. Estima-se que, mesmo que a produção cesse hoje completamente, os níveis ambientais levarão anos para diminuir. Isto ocorre porque as dioxinas são persistentes, levam de anos a séculos para degradarem-se e podem ser continuamente recicladas no meio-ambiente.
A dioxina mais potente que se conhece é a 2,3,7,8-tetraclorodibenzo-p-dioxina (TCDD).

Perigos da dioxina
A exposição humana às dioxinas provém quase que exclusivamente da ingestão alimentar, especialmente de carne, peixes e laticínios. Exposições extremamente altas de seres humanos às dioxinas que acontecem, por exemplo, após exposição acidental/ocupacional, juntamente com experimentação em animais de laboratório, mostraram efeitos de toxicidade no desenvolvimento e reprodutiva, efeitos sobre o sistema imunológico e carcinogenicidade.
XQUIMICA ADVERTE: ISSO É PERIGOSO!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here