FATORES QUE MUDAM A VELOCIDADE DAS REAÇÕES-ENERGIA DE ATIVAÇÃO E OUTROS.

0
486

 OI, GALERA!

Depois da nossa última postagem aposto que você nem dormiu pensando nesse assunto!

Então , vamos tirar todas as suas dúvidas e se alguma sobrar, manda um recado que a gente te responde!
FATORES QUE MODIFICAM A VELOCIDADE DE UMA REAÇÃO:

1- SUPERFÍCIE DE CONTATO:

Quanto maior for a superfície de contato, mais rápida a reação.

Exemplo:

Pastilha efervescente inteira na água e pastilha triturada:

Reação entre antiácido efervescente e água em duas situações diferentes: no primeiro copo, o antiácido está em pó; no segundo, está em comprimido
A pastilha inteira vai demorar mais para dissolver, enquanto a triturada dissolve rapidamente! imagem: brasilescola.uol.com.br)

2- TEMPERATURA:

Quanto maior a temperatura, maior a agitação das moléculas, maior a possibilidade de se chocarem e acontecer a reação.

Introdução à Cinética Química. Estudo da Cinética Química
veja que as explosões são reações rápidas, devido á alta temperatura a que estão submetidas.(imagem:manual da química )

3- CONCENTRAÇÃO 

Quanto maior a concentração de reagentes, maior a velocidade da reaçao, mesma coisa, maior número de moléculas se chocando, maior probabilidade da reação ocorrer!

Concentração dos Reagentes e Velocidade das Reações - Brasil Escola
Quando aumenta o número de moléculas dos reagentes, a velocidade da reação também aumenta. ( imagem:brasilescola.uol.com.br)

4- CATALISADORES:

A função do catalisador é diminuir a energia de ativação- assunto do próximo parágrafo!-, ou seja, aquela empurradinha para que a reação inicie.

Como a química contribui para a vida - Aulas eScience - Educação e ...
Essa imagem define bem o papel do catalisador- imagem: Unicamp

ENERGIA DE ATIVAÇÃO – ESSA PRECISA SER BEM EXPLICADINHA!

As reações só ocorrem quando os reagentes possuem energia de ativação (ou energia mínima necessária, que varia de reação para reação; tanto na quantidade como na forma) ou quando ela é fornecida a eles.
Por exemplo, quando o sódio metálico entra em contato com a água, ele reage violentamente. Isso significa que o conteúdo de energia desses reagentes já é suficiente para a reação ocorrer.

 

Já no caso de ligarmos um fogareiro, a reação de combustão só ocorrerá se colocarmos um palito de fósforo aceso ou alguma outra fonte de fogo perto do gás que está sendo liberado pelo fogareiro. Isso significa que, nesse caso, foi necessário fornecer energia ao sistema para que ele atingisse a energia de ativação e a reação ocorresse.

No caso do próprio fósforo utilizado, para que ele entre em combustão, a energia de ativação é fornecida pelo atrito.

 

A ENERGIA DADA PARA UM ÚNICO PALITO PRODUZ ESSA REAÇÃO

O mesmo ocorre com os isqueiros, que também precisam de uma faísca que dê a energia de ativação necessária para a combustão do gás contido em seu interior.

A energia de ativação pode também ser fornecida pela luz, como é o caso da decomposição da água oxigenada. É por isso que ela é guardada em frascos escuros ou opacos.
A luz fornece a energia de ativação para que a água oxigenada entre em decomposição
Dessa forma, podemos concluir que a energia de ativação (Eat) é a diferença entre a energia necessária para que a reação tenha início (E) e a energia própria contida nos reagentes (Epr).
 
 
Quando a colisão entre as partículas dos reagentes com orientação favorável ocorre com energia igual ou superior à energia de ativação, antes da formação dos produtos, forma-se um estado intermediário e instável, denominado complexo ativado, em que as ligações dos reagentes estão enfraquecidas e as ligações dos produtos estão sendo formadas. Assim, a energia de ativação é a energia necessária para formar o complexo ativado.
Abaixo temos um gráfico que mostra a energia de ativação como uma barreira para a efetivação da reação:
Representação gráfica da energia de ativação e do complexo ativado
 
EXERCÍCIO – BASE: 
 
1- Analise o diagrama fornecido a seguir:
 
A + B → C + D
 
Qual o valor da energia de ativação?     +120 kj
Qual o valor da variação de entalpia?     H final – H inicial = -130 – 0 = – 130 kj
É uma reação endotérmica ou exotérmica?  libera 130 kj, logo é exotérmica – H final menor que H inicial
Qual o valor do complexo ativado? + 120 kj energia necessária para quebrar os reagentes e formar os produtos.
 
 
CATALISADORES – ONDE MODIFICA A VELOCIDADE DA REAÇÃO 
 
São substancias que tem por função diminuir a energia de ativação, tornando a velocidade da reação mais rápida.
Os catalisadores não participam da formação dos produtos, saindo integralmente da reação.
 
A ENERGIA DE ATIVAÇÃO BAIXA A CURVA DO COMPLEXO ATIVADO!Compre Novo Hélio Voando Emoji Balões Sorriso Expressão Rosto ...
O catalisador diminui a energia de ativação
O valor da variação de entalpia não muda. ENTENDEU?
               (ΔH FINAL — ΔH INICIAL) = NÃO MUDA!!! 
 
Exercício:
 
 

1-Considere o gráfico a seguir, que mostra a variação de energia de uma reação que ocorre na ausência e na presença de catalisador

 
 

a) Qual das duas curvas refere-se à reação não catalisada? Qual o valor?

 

A curva I. 100 kj

 

b) Calcule a energia de ativação da reação catalisada.
Ea = + 50 kJ.

c) Calcule o calor de reação, ΔH, dessa reação.

ΔH = – 20 kJ

d) A reação é endotérmica ou exotérmica?

A reação é exotérmica

Dúvidas? Comente e pergunte!

 
 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here