FUVEST 2015- 1° FASE- RESOLUÇÕES DAS QUESTÕES DE QUÍMICA

0
430

ALÔ PESSOAL!!!!
Uma semana depois, e estamos aqui  com o gabarito da Fuvest 2015- 1° fase:
Como fiz as resoluções, qualquer dúvida, enviem mensagem!!!

 FUVEST 2015
1° FASE
69- Quando começaram a ser
produzidos em larga escala, em meados do século XX, objetos de plástico eram
considerados substitutos de qualidade inferior para objetos feitos de outros
materiais. Com o tempo, essa concepção mudou bastante. Por exemplo, canecas eram
feitas de folha de flandres, uma liga metálica, mas, hoje, também são feitas de
louça ou de plástico. Esses materiais podem apresentar vantagens e desvantagens
para sua utilização em canecas, como as listadas a seguir:
I. ter boa resistência a
impactos, mas não poder ser levado diretamente ao fogo;
II. poder ser levado
diretamente ao fogo, mas estar sujeito a corrosão;
III. apresentar pouca
reatividade química, mas ter pouca resistência a impactos.
Os materiais utilizados na
confecção de canecas os quais apresentam as propriedades I, II e III são,
respectivamente,
A)
metal, plástico, louça.
B)
metal, louça, plástico.
C)
louça, metal, plástico.
D)
plástico, louça, metal.
E) plástico, metal, louça.
RESOLUÇÃO: baseado no texto, os metais sofrem oxidação. Os
plásticos são resistentes ao impacto, mas não suportam o calor, deformando-se.
As louças são frágeis , apesar de quase não reter odores e suportar
temperaturas mais altas.
ALTERNATIVA E
70-  Cinco cremes dentais de diferentes marcas têm os
mesmos componentes em suas formulações, diferindo, apenas, na porcentagem de
água contida em cada um. A tabela a seguir apresenta massas e respectivos
volumes (medidos a 25ºC) desses cremes dentais.
 Supondo que a densidade desses cremes dentais varie apenas em função da
porcentagem de água, em massa, contida em cada um, pode-se dizer que a marca
que apresenta maior porcentagem de água em sua composição é
A)
A.
B)
B.
C)
C.
D)
D.
E) E.                   
densidade da água = 1,0g/ml a 25°C
RESOLUÇÃO: se aplicarmos a
fórmula da densidade ( d = m/v ) para todas as marcas de creme dental, veremos
que a que mais se aproxima da densidade da água é a marca C.
ALTERNATIVA C
71-  Considere as
figuras a seguir, em que cada esfera representa um átomo:
 
 As figuras mais adequadas para representar, respectivamente, uma
mistura de compostos moleculares e uma amostra da substância nitrogênio são
A)
III e II.
B)
IV e III.
C)
IV e I.
D)
V e II.
E) V e I.
RESOLUÇÃO:
observando as figuras: I – 2 átomos com tripla ligação= provável nitrogênio;
II- provável átomos isolados; III moléculas iguais
IV
– retículo cristalino; V mistura de compostos moleculares
ALTERNATIVA
E
72-  A Gruta do Lago Azul (MS), uma caverna composta por um
lago e várias salas, em que se encontram espeleotemas de origem carbonática
(estalactites e estalagmites), é uma importante atração turística. O número de
visitantes, entretanto, é controlado, não ultrapassando 300 por dia. Um
estudante, ao tentar explicar tal restrição, levantou as seguintes hipóteses:
I. Os detritos deixados
indevidamente pelos visitantes se decompõem, liberando metano, que pode oxidar
os
espeleotemas.
II. O aumento da concentração
de gás carbônico que é liberado na respiração dos visitantes, e que interage
com a água do ambiente, pode
provocar a dissolução progressiva dos espeleotemas.
III. A concentração de oxigênio
no ar diminui nos períodos de visita, e essa diminuição seria compensada pela
liberação de O2 pelos
espeleotemas.
O controle do número de
visitantes, do ponto de vista da Química, é explicado por
A)
I, apenas.
B)
II, apenas.
C)
III, apenas.
D)
I e III, apenas.
E) I, II e III.
RESOLUÇÃO: Origem carbonática= CaCO3. O aumento de gás
carbônico, junto com o vapor de água forma ácido carbônico.
Esse ácido pode reagir com o carbonato de cálcio,
dissolvendo os espeleotemas.
ALTERNATIVA B
73-
 O
eugenol, extraído de plantas, pode ser transformado em seu isômero isoeugenol,
muito utilizado na indústria de perfumes. A transformação pode ser feita em
solução alcoólica de KOH.
 Foram
feitos três experimentos de isomerização, à mesma temperatura, empregando-se
massas iguais de eugenol e volumes iguais de soluções alcoólicas de KOH de
diferentes concentrações. O gráfico a seguir mostra a porcentagem de conversão
do eugenol em isoeugenol em função do tempo, para cada experimento:
 
 Analisando-se o gráfico, pode-se concluir corretamente que :
A) a isomerização de eugenol em isoeugenol é exotérmica.
B) o aumento da concentração de KOH provoca o aumento da
velocidade da reação de isomerização.
C) o aumento da concentração de KOH provoca a
decomposição do isoeugenol.
D) a massa de isoeugenol na solução, duas horas após o
início da reação, era maior do que a de eugenol em dois dos experimentos
realizados.
E) a conversão de eugenol em isoeugenol, três horas após
o início da reação, era superior a 50% nos três experimentos
 RESOLUÇÃO: quanto
maior a quantidade de KOH, mais rápida é a conversão do eugenol.
ALTERNATIVA B
74-  Um estudante utilizou um programa de computador para
testar seus conhecimentos sobre concentração de soluções. No programa de
simulação, ele deveria escolher um soluto para dissolver em água, a quantidade
desse soluto, em mol, e o volume da solução. Uma vez escolhidos os valores
desses parâmetros, o programa apresenta, em um mostrador, a concentração da
solução. A tela inicial do simulador é mostrada a seguir:
 O estudante escolheu um soluto e moveu os cursores A e B até que o
mostrador de concentração indicasse o valor 0,50 mol/L. Quando esse valor foi
atingido, os cursores A e B poderiam estar como mostrado em:
RESOLUÇÃO: na amostra inicial
tem-se 1,0 mol em 0,2 litro. Se a solução será diluída, para que fique 0,5 mol,
a quantidade de volume será o dobro do soluto.
ALTERNATIVA D
75-  Amônia e gás
carbônico podem reagir formando ureia e água. O gráfico ao lado mostra as
massas de ureia e de água que são produzidas em função da massa de amônia,
considerando as reações completas. A partir dos dados do gráfico e dispondo-se
de 270 g de amônia, a massa aproximada, em gramas, de gás carbônico minimamente
necessária para reação completa com essa quantidade de amônia é
A)
120
B)
270
C)
350
D)
630
E) 700
 
RESOLUÇÃO :
Observando o gráfico:
NH3 + CO2 à ureia + H2O
40g   +   x  –>  70 g  +   20g          x = 50 g
Se usar 270 g de amônia : 40 g–> 50 g
                                           
270g–> x          x = 337,5 g
ALTERNATIVA C
76-
 O 1,4-pentanodiol pode sofrer reação de oxidação em condições
controladas, com formação de um aldeído A, mantendo o número de átomos de
carbono da cadeia. O composto A formado pode, em certas condições, sofrer
reação de descarbonilação, isto é, cada uma de suas moléculas perde CO,
formando o composto B. O esquema a seguir representa essa sequência de reações:
 Os produtos A e B dessas reações são:
RESOLUÇÃO: analisando as
estruturas de A : a/b ácidos carboxílicos ; c- cetona
Analisando estrutura B – deve
perder carbono e ficar menor , logo, 
alternativa D
ALTERNATIVA D
 77-
 Uma estudante de Química realizou o seguinte experimento: pesou um tubo
de ensaio vazio, colocou nele um pouco de NaHCO3 (s) e pesou
novamente. Em seguida, adicionou ao tubo de ensaio excesso de solução aquosa de
HCl, o que provocou a reação química representada por:
 NaHCO3(s) + HCl(aq) → NaCl(aq)
+ CO2(g) + H2O(l)
 Após a reação ter se completado, a estudante aqueceu o sistema
cuidadosamente, até que restasse apenas um sólido seco no tubo de ensaio.
Deixou o sistema resfriar até a temperatura ambiente e o pesou novamente. A
estudante anotou os resultados desse experimento em seu caderno, juntamente com
dados obtidos consultando um manual de Química:
 
 A estudante desejava determinar a
massa de :
I. HCl que não
reagiu;
II. NaCl que se
formou;
III. CO2 que se
formou.
Considerando as anotações
feitas pela estudante, é possível determinar a massa de
A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e
III.
RESOLUÇÃO : I ácido clorídrico em excesso, não dá
par calcular
II através das pesagens efetuadas pode-se calcular
a massa de cloreto de sódio formada
III- usando cálculo de estequiometria, uma vez que
tem as massas molares, é possível calcular o gás carbônico formado.
ALTERNATIVA D
78
 Soluções aquosas de ácido clorídrico,
HCl(aq), e de ácido acético, H3CCOOH(aq), ambas
de concentração 0,10 mol/L, apresentam valores de pH iguais a 1,0 e 2,9,
respectivamente. Em experimentos separados, volumes iguais de cada uma dessas
soluções foram titulados com uma solução aquosa de hidróxido de sódio, NaOH(aq), de
concentração adequada. Nessas titulações, a solução de NaOH foi adicionada
lentamente ao recipiente contendo a solução ácida, até reação completa. Sejam
V1 o volume da solução de NaOH para reação completa com a solução
de HCl e V2 o volume da solução de NaOH para reação completa com a solução
de H3CCOOH. A relação entre V1 e V2 é
A) V1 = 10-3,9 V2
B) V1 =
(1,0/2,9) V2
C) V1 = V2
D) V1 = 2,9 V2
E) V1 = 101,9 V2
RESOLUÇÃO:
Fazendo a reação:
 HCl + NaOH à NaCl +
H2O
observe que ao índices são 1:1à
1:1
 CH3COOH + NaOH à CH3COONa + H2O observe que os
índices são : 1:1à 1:1
Logo, V1 + V2, as quantidades
de NaOH serão as mesmas nas duas reações.
ALTERNATIVA  C
79
 Parte do solo da bacia amazônica é naturalmente pobre em nutrientes e,
consequentemente, pouco apropriada para a agricultura comercial. Por outro
lado, em certas porções desse território, são encontradas extensões de terra
rica
em carvão e nutrientes (sob a
forma de compostos de fósforo e cálcio), os quais não resultaram da
decomposição microbiana da vegetação. Esse tipo de solo é popularmente chamado
de “terra preta”. Dentre as hipóteses a seguir, formuladas para explicar a
ocorrência da “terra preta”, a mais plausível seria a da :
A)
decomposição gradativa de restos de
peixes e caça e deposição da fuligem gerada pela queima de madeira, empregada
no cozimento de alimentos.
B)
decomposição microbiana de
afloramentos de petróleo, seguida pela combustão completa dos produtos dessa
decomposição.
C)
reação dos carbonatos e fosfatos,
existentes na vegetação morta, com chuvas que apresentam pH menor do que 4
(chuva ácida).
D)
oxidação, durante a respiração
noturna, do carbono contido nos vegetais da floresta amazônica.
E) decomposição térmica de calcário, produzindo óxido de
cálcio e carvão.
 RESOLUÇÃO: no solo amazônico não aflorou
petróleo, não há formação de chuva ácida,CO2 da respiração noturna não forma
carbono,e decomposição térmica do calcário não forma carvão.
ALTERNATIVA A
80
 A ardência provocada pela pimenta dedo-de-moça é resultado da interação
da substância capsaicina com receptores localizados na língua, desencadeando
impulsos nervosos que se propagam até o cérebro, o qual interpreta esses
impulsos na forma de sensação de ardência. Esse tipo de pimenta tem, entre
outros efeitos, o de estimular a sudorese no organismo humano
 Considere as seguintes
afirmações:
I. Nas sinapses, a
propagação dos impulsos nervosos, desencadeados pelo consumo dessa pimenta, se
dá pela
ação de
neurotransmissores.
II. Ao consumir essa
pimenta, uma pessoa pode sentir mais calor pois, para evaporar, o suor libera
calor para o
corpo.
III. A hidrólise ácida da
ligação amídica da capsaicina produz um aminoácido que é transportado até o
cérebro, provocando a
sensação de ardência.
É correto apenas o que se
afirma em
A) I.
B) II.
C) I e II.
D) II e III.
E) I e III.
RESOLUÇÃO: I correta, II o suor
absorve o calor do corpo, III a propagação no cérebro é através dos
neurotransmissores.
ALTERNATIVA A

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here