DIFERENÇAS ENTRE SAL COMUM E SAL LIGHT E OUTROS SAIS

0
89

OLÁ!

O sal comum todo mundo conhece, é o cloreto de sódio. Mas sal light?

O que significa? Sal engorda?

Na verdade o sal, quando usado em excesso, provoca a retenção de líquidos no organismo provocando um aumento da pressão e também um aumento de peso.

Mas o que vamos falar se refere as consequências do sal comum na pressão e na saúde e  porque trocá-lo por um outros sais, que não contenham sódio, afinal é esse elemento químico que provoca uma alterações no organismo.

Além disso o sal é usado como conservante de muitos alimentos o que significa sua ingestão além do necessário, pois é um sal que você ingere sem ver!Exemplos, em todos os embutidos, salames, presuntos,  nos queijos, o sal está presente.

Leia a embalagem: você certamente vai se surpreender com a quantidade de sódio que tem em cada produto!

Para se ter uma ideia:

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma pessoa adulta deve consumir diariamente menos que 5 gramas de sal (ou 2 gramas de sódio). Essa quantidade equivale a menos que uma colher de chá rasa ou cinco daqueles pacotinhos de 1 grama que são servidos em restaurantes.

 

O brasileiro consome tanto sódio que o problema virou uma questão de saúde pública. O excesso de sódio pode gerar uma série de consequências no nosso organismo, como lesão dos vasos sanguíneos, aumento do risco de infarto, AVC, insuficiência cardíaca e doença renal crônica.

Com o objetivo de reduzir o índice de doenças crônicas, o Ministério da Saúde e a Associação das Indústrias da Alimentação firmaram um compromisso para tentar reduzir a quantidade de sódio nos alimentos industrializados. A redução é gradual, porque a indústria precisa se preparar e as pessoas precisam se acostumar.”

Para isso exitem duas forma: o salgante e o sal light.

O salgante é um tipo de sal diferente, cloreto de potássio, totalmente isento de sódio.

Isso significa que você vai ingerir uma substancia que terá um sabor diferente, mas cumpre sua função de salgar, assim como o adoçante adoça- e não é como  o açúcar.

Agora o sal light significa que o produto contém 50% de sal normal- cloreto de sódio- e 50% de cloreto de potássio.

Como a redução do sal comum é de 50% ele é chamado de sal light.

“Atualmente, encontra-se diversos tipos de sal no mercado: sal rosa do Himalaia, flor de sal, refinado, marinho, entre outros. Apesar de todos possuírem sódio em sua composição, existem algumas diferenças entre eles, como a quantidade de sódio e de outros minerais, além de diferenças de textura e sabor. Conheça mais sobre eles:

Sal light: apresenta um reduzido teor de sódio com 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. Geralmente é indicado para pessoas que têm restrição ao consumo de sódio. Entretanto, indivíduos com doenças renais não devem utilizá-lo, pois o aumento da ingestão de potássio pode causar um acúmulo do mineral no organismo, elevando o risco de complicações cardiovasculares. 

Sal marinho: é mais caro do que o sal de cozinha por ser raspado manualmente da superfície de lagos de evaporação. Não é tão processado, preservando mais os sais minerais. Pode ser grosso, fino ou em flocos e dependendo da região que é retirado e da composição de minerais pode ser branco, rosa, preto, cinza ou de uma combinação de cores.

Sal rosa do Himalaia: é encontrado aos “pés” do Himalaia, região que a milhões de anos foi banhada pelo mar. Possui mais de 80 minerais, tais como cálcio, magnésio, potássio, cobre e ferro. Por conta disso, os cristais ganham tom rosado e sabor suave.

Flor de sal: Contém 10% mais sódio do que o sal refinado. Na elaboração são utilizados apenas os cristais retirados da camada superficial das salinas onde se formam os grãos translúcidos. Possui sabor mais intenso e textura crocante, sendo indicado acrescentar após a preparação do alimento.

 

fontes:https://www.nutrimaster.com.br  ; g1.globo.com- bem estar

http://www.blogangeloni.com.br/gourmet/os-diferentes-tipos-de-sal/

 

00:00/00:40

Sal refinado (de cozinha), sal light, salgante… Qual o melhor para a saúde? O Bem Estar desta segunda-feira (21) falou sobre esses três tipos de sal. Convidamos o consultor e cardiologista Roberto Kalil e a nutricionista da Sociedade Brasileira de Hipertensão Márcia Simas.

 

CURTA O BEM ESTAR
Siga o programa nas redes sociais

O brasileiro consome tanto sódio que o problema virou uma questão de saúde pública. O excesso de sódio pode gerar uma série de consequências no nosso organismo, como lesão dos vasos sanguíneos, aumento do risco de infarto, AVC, insuficiência cardíaca e doença renal crônica.

Com o objetivo de reduzir o índice de doenças crônicas, o Ministério da Saúde e a Associação das Indústrias da Alimentaçãofirmaram um compromisso para tentar reduzir a quantidade de sódio nos alimentos industrializados. A redução é gradual, porque a indústria precisa se preparar e as pessoas precisam se acostumar.

00:00/23:01

00:00/04:35

 

Entretanto, existem opções para quem não consegue viver sem o sal. O salgante é para o sal assim como o adoçante é para o açúcar. Ele não tem sódio, a substância responsável por aumentar a pressão. É 100% cloreto de potássio. O gosto não é igual ao sal comum, mas isso depende do paladar de cada um.

Já o sal light é uma espécie de precursor do salgante. Ele tem 50% menos de sódio por porção, se comparado com o sal de cozinha. É feito com metade de cloreto de sódio e metade de cloreto de potássio.

00:00/00:40

Sal refinado (de cozinha), sal light, salgante… Qual o melhor para a saúde? O Bem Estar desta segunda-feira (21) falou sobre esses três tipos de sal. Convidamos o consultor e cardiologista Roberto Kalil e a nutricionista da Sociedade Brasileira de Hipertensão Márcia Simas.

 

CURTA O BEM ESTAR
Siga o programa nas redes sociais

O brasileiro consome tanto sódio que o problema virou uma questão de saúde pública. O excesso de sódio pode gerar uma série de consequências no nosso organismo, como lesão dos vasos sanguíneos, aumento do risco de infarto, AVC, insuficiência cardíaca e doença renal crônica.

Com o objetivo de reduzir o índice de doenças crônicas, o Ministério da Saúde e a Associação das Indústrias da Alimentaçãofirmaram um compromisso para tentar reduzir a quantidade de sódio nos alimentos industrializados. A redução é gradual, porque a indústria precisa se preparar e as pessoas precisam se acostumar.

00:00/23:01

00:00/04:35

 

Entretanto, existem opções para quem não consegue viver sem o sal. O salgante é para o sal assim como o adoçante é para o açúcar. Ele não tem sódio, a substância responsável por aumentar a pressão. É 100% cloreto de potássio. O gosto não é igual ao sal comum, mas isso depende do paladar de cada um.

Já o sal light é uma espécie de precursor do salgante. Ele tem 50% menos de sódio por porção, se comparado com o sal de cozinha. É feito com metade de cloreto de sódio e metade de cloreto de potássio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here