JÁ SE IMAGINOU AZUL?

0
97

(imagem: bicodocorvo.com)

OI, GALERA!!! 

A FOTO É DE ARREPIAR! SERÁ VERDADE? MAQUIAGEM? PINTURA?

Um americano inaugurou a luta contra um novo tipo de preconceito com pessoas de cor. De cor azul. Há uma década, Paul Karason, 58 anos, tem o rosto colorido de um tom azul escuro causado, segundo ele, por reação de sua pele a um tipo de substância, a prata coloidal. Tudo começou há 14 anos quando Karason sofreu caso severo de dermatite, que causava coceira, inchaço e vermelhidão. Ele resolveu se automedicar com a substância, usada para tirar prata de metais.
Karason conta que esfregou o prata coloidal na pele e também bebeu.
Rosemary Jacobs, 67 anos, também americana, tentou, ao longo da vida, vários tratamentos para voltar à cor normal, mas não conseguiu. Ela afirma que também tomou a prata coloidal quando tinha 11 anos, por sugestão de médico, para curar resfriado persistente. Três anos depois, reparou que estava azulada. Um dermatologista a diagnosticou com argíria, alteração da cor da pele causada por uso prolongado de sais de prata. 

Causas da argíria

A argíria tem como causa:

Excesso de sais de prata no organismo
  • Devido à exposição prolongada à prata
  • Inalação ou contato direto, prolongado e excessivo com pó de prata ou compostos de prata de forma inapropriada

Por exemplo, o uso prolongado de determinados medicamento à base de prata (ex.: Argirol) podem desencadear a argíria. Também o consumo de prata coloidal, considerado um suplemento alimentar utilizado em tempos mais remotos e que era utilizado para fortalecer o sistema imunológico. Se bem que a quantidade necessária de prata a ingerir para provocar esta doença não está bem esclarecida em termos numéricos.

 

Tratamento da argíria

O tratamento da argíria passa pela simples  ablação da exposição do paciente portador ao agente causados, neste caso, à prata. Também é conveniente a utilização de terapia a laser e uso de cremes com hidroquinona. Deve ainda evitar a exposição aos sais de prata de forma a evitar situações clínicas adversas.

VERDADE!!! EXISTE MESMO!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here