TEMAS PARA O VESTIBULAR 2012

0
107

ALÔ PESSOAL!
Para quem se preparou o ano inteiro, para quem vai de treineiro, para quem vai “ver com é” para os descolados, uma série de temas que pode ser assunto de várias questões em várias matérias.
Leia, pesquise e fique por dentro:
Confira, a seguir, alguns do temas que podem estar na sua prova e como se sair bem nas questões. ( para maiores informações vá até a fonte citada no final do texto)

1 – Enchentes no Rio de Janeiro
Tanto no vestibular de inverno, como o de verão, lá em dezembro, certamente esse tema cairá em uma das provas. “Essa é uma questão bem tradicional. O que o estudante tem que saber não é o número de mortes, mas geograficamente, deverá interpretar os infográficos e desenhos sobre a geografia do terreno (que têm sido uma marca registrada dos vestibulares) para responder questões de geografia baseadas na temática dos incidentes. “Em questões anteriores já vimos isso acontecer”, ressalta Vera Lúcia.

2 – Terremotos na Espanha
Neste caso, a dica é ficar atento aos mapas de placas tectônicas, saber empregar o encontro de placas tectônicas e ter na ponta da língua a diferença de hipocentro e epicentro. “Normalmente os vestibulares aproveitam a dica de um terremoto e explicam a matéria toda, ou seja, como se forma um terremoto”, ensina a professora. Estude: Simulação – Os Terremotos e seus efeitos

3 – Terremoto no Japão (pode render mais de uma questão)
Ambos os professores afirmam que esse é um tema quase certo nos principais vestibulares, podendo render mais de uma questão, não só em geografia, como em história retomando acidentes importantes como Chernobyl, que este ano completou 25 anos, além de outros acidentes como o césio 137, em Goiânia. Estude: Simulação – Os Terremotos e seus efeitos

Opção a – Pelo olhar da geografia, a professora Vera Lúcia afirma que o pior da catástrofe foi o tsunami, então o aluno precisa saber como se forma um tsunami e como ele funciona.

Opção b – Pelo olhar do da química, o professor Ferrari ressalta que podem cair questões perguntando sobre elementos radioativos ligados aos incidentes tanto atuais, como aos históricos que podem ser resgatados nas questões. Neste caso, vale estudar quais são os radioisótopos, para que servem e os seus riscos. ***Dica: estude os elementos envolvidos nos acidentes!

4 – Usinas Nucleares (quem precisa delas?)
Ainda com relação ao Japão, vale estudar a hidrografia do local, o solo e as bacias ou aquíferos ali existentes, pois os impactos ambientais decorrentes do vazamento também podem render uma questão na prova. Com relação aos impactos, os professores são enfáticos: está todo mundo atento ao debate: quem precisa de usina nuclear? Vale estudar sobre Angra dos Reis no momento em que propostas para a criação de mais usinas no Brasil estiveram em pauta entre empresários e a atual presidenta do Brasil, Dilma Rousseff.

5 – Bin Laden não morreu!
Ao menos para o vestibular .Se alguém ainda tinha dúvida, Ferrari responde enfático: “claro que ao menos uma questão sobre isso vai cair na prova, mas não vai ser sobre o nome do terrorista assassinado, e sim as circunstâncias e os desdobramentos disso para a crise muçulmana e para os países árabes.” Estude: Curiosidades Bin Laden, Cronologia crimes Bin Laden e México pode ser alvo da Al Qaeda

6 – Conflitos nos países árabes (Tunísia, Egito etc)
“Todos os anos chovem questões sobre árabes e muçulmanos em todos os principais vestibulares. Esse ano não será diferente”, ressalta Vera Lúcia. Podem cair questões relacionadas aos conflitos nos países muçulmanos, desde a Tunísia ao Egito e a luta do povo pela democracia. Vale estudar os mapas muçulmanos e a liga árabe sabendo de cor onde são as regiões de conflito. Aí entra também a disputa entre judeus e palestinos num mix de geografia e história. ***Dica: questões de geografia e história envolvendo o mapa local e os conflitos na Faixa de Gaza, Israel e Cisjordânia caem SEMPRE no vestibular. Portanto, estude não só onde ficam, mas a origem dos conflitos e as reivindicações dos povos!

7 – Os novos países do BRIC`S
Recentemente mais um país foi incorporado ao grupo. Você sabe qual foi? Entre tantos candidatos, a África do Sul foi aceita criando polêmica, já que – na opinião de especialistas – países como Coréia do Sul teriam muito mais identificação com o bloco. Saber quem entrou e quem ficou de fora com os motivos para essa escolha e seus desdobramentos é ponto para você.

8 – Imigração africana na UE
A forte imigração da África para o sul da Itália tem tirado o sono de lideranças da UE (União Europeia) e, se você não ficar atento, pode tirar o seu também. A Dinamarca foi a primeira a falar em fechar fronteira, o que compromete a liberdade de circulação da união europeia, uma das premissas da região. ***Dica: pode cair uma questão de travessia de mediterrâneo.

9 – Tornados nos EUA
Recentes tornados e enchentes no Mississipi resgatam a memória do Katrina e seus desdobramentos. Do ponto de vista da geografia, é importante ficar atento ao mapa da região que têm tendência a sofrer com tais fenômenos da natureza.

10 – China e os pesticidas
Fique atento para a atualíssima questão do uso de pesticidas na China que – mais de uma vez – já causou desavenças na comunidade internacional. Recentemente uma plantação de melancia explodiu porque os pesticidas utilizados pelos chineses reagiram. Outros casos emblemáticos foram o uso de bário no frango para deixá-los mais pesados e cádmio no leite em pó! Os impactos disso para a saúde, os efeitos de tais elementos químicos, são apontados pelo professor Ferrari como futuras questões para provas como FUVEST, Unicamp e UnB.

Como estudar?

# Teste seus conhecimentos
Simulados e provas anteriores já trazem uma prévia para o desenvolvimento de questões envolvendo atualidades. Muitos cursinhos pré-vestibulares mantêm em seus sites versões dessas provas, assim como as próprias universidades. Vale investigar e testar seus conhecimentos!

# Leia jornais e veja as charges
Procure ler os jornais com senso crítico e observar também as charges. “Ultimamente elas têm sido presença obrigatória nas provas”, lembra Vera Lúcia. Podem ilustrar uma questão ou um conflito que o estudante, se estiver bem informado, será capaz de fazer a relação e garantir mais alguns pontos.

# A notícia de ontem pode estar na prova de amanhã!
Alguns vestibulares como a FUVEST têm suas provas preparadas com muita antecedência. Assim, questões de uma prova de hoje são aquelas fechadas há dois ou três meses. Outras colocam em pauta assuntos da semana, como a FGV que fecha sua prova uma semana antes da aplicação, aí, tudo pode acontecer.

# Temas cíclicos
Alguns assuntos, segundo os especialistas, se repetem ano a ano nos principais vestibulares do país. No ano passado, a questão da Usina de Belo Monte foi figurinha marcada da FUVEST. Segundo a professora Vera Lúcia, vale estudar muito bem esse assunto com foco para Belo Monte, Giral e Santo Antônio porque estão na ordem do dia.
( fonte: http://noticias.universia.com.br)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here