TEORIA ATÔMICA – PRINCÍPIOS

0
293

NA POSTAGEM ANTERIOR VOCÊ DEU UMA VISUALIZADA NAS LEIS PONDERAIS. FOI A PARTIR DESSAS LEIS, QUE O CONCEITO DO ÁTOMO FOI IDEALIZADO. MAS A PALAVRA ÁTOMO E SUA FORMA JÁ VEM DE MUITO ANTES. ANTES DE CRISTO!

HISTÓRIA :

faça um resumo da teoria Atomica-Leucipo e Demócrito. (tem que ser bem  explicado) - Brainly.com.br
imagem: Brainly

Leucipo nasceu na cidade de Mileto e fundou a escola de Abdera. Demócrito foi seu aluno e ambos criaram o conceito de átomo. Tudo isso há 400 AC.

Para Leucipo, existiam seres invisíveis por serem microscópicos, indivisíveis e conhecidos apenas pelo raciocínio. Esses seres eram, na verdade, os verdadeiros elementos que formavam tudo o que existe por meio da agregação. Demócrito, que estudou com Leucipo na Escola de Abdera, foi o responsável por nomear e dar maiores detalhes à proposta de seu mestre. Segundo Demócrito, a palavra que melhor definia a teoria de Leucipo era ÁTOMO que significa, a rigor, indivisível.

Para os antigos, o átomo seria a menor partícula possível e, segundo Demócrito, o agregado de átomos formaria tudo o que existe. Para o pensador atomista, os átomos juntavam-se por afinidade. Nesse sentido, objetos de uma determinada cor eram formados por átomos daquela cor, ou objetos com um determinado formato seriam formados por átomos com aquele formato.

Modelos atômicos mais modernos que tiveram influência da teoria de Demócrito.
Modelos atômicos que tiveram a influência de Demócrito
  • MODELO ATÔMICO DE DALTON-

As leis ponderais estabelecidas por Dalton, também o levaram a se aprofundar no assunto e tentar entender como essas partículas eram formadas.

“Postulados da teoria atômica de Dalton” :

A teoria atômica de Dalton foi baseada em experimentos, mas nenhum desses experimentos conseguiu revelar o átomo claramente. Por isso, Dalton denominava o átomo como a menor parte da matéria.

A teoria de Dalton apresenta muito mais postulados do que comprovações. Veja alguns deles:

Os átomos são maciços e apresentam forma esférica (semelhantes a uma bola de bilhar);

Os átomos são indivisíveis;

Os átomos são indestrutíveis;

Um elemento químico é um conjunto de átomos com as mesmas propriedades (tamanho e massa);

Os átomos de diferentes elementos químicos apresentam propriedades diferentes uns dos outros;

O peso relativo de dois átomos pode ser utilizado para diferenciá-los;

Uma substância química composta é formada pela mesma combinação de diferentes tipos de átomos;

Substâncias químicas diferentes são formadas pela combinação de átomos diferentes.

Representações do modelo atômico de Dalton

Dalton nomeou o seu modelo atômico de bola de bilhar e, por isso, passou a representar os átomos dos elementos conhecidos em sua época por meio de símbolos esféricos.

Modelo atômico de Dalton. John Dalton e seu modelo atômico
imagem: Manual da Química

MODELO ATÔMICO DE THOMSON:

“O modelo atômico de Thomson foi proposto no ano de 1898 pelo físico inglês Joseph John Thomson ou, simplesmente, J.J. Thomson. Após ter diversas evidências experimentais sobre a existência do elétron, ele derrubou a teoria da indivisibilidade do átomo proposta por John Dalton.

Thomson, a partir de seu modelo, confirmou e provou a existência de elétrons (partículas com carga elétrica negativa) no átomo, ou seja, o átomo possui partículas subatômicas.”

“Thomson propôs sua interpretação de como seria o átomo e sua constituição. Assim, de acordo com ele:

O átomo é uma esfera, mas não maciça como propunha o modelo atômico de John Dalton;
O átomo é neutro, já que toda matéria é neutra;
Como o átomo apresenta elétrons, que possuem cargas negativas, logo, deve apresentar partículas positivas para que a carga final seja nula;
Os elétrons não estão fixos ou presos no átomo, podendo ser transferidos para outro átomo em determinadas condições;
O átomo pode ser considerado como um fluido contínuo de cargas positivas onde estariam distribuídos os elétrons, que possuem carga negativa;
Associou o seu modelo a um pudim de passas (as quais representam os elétrons);
Como os elétrons que estão espalhados apresentam a mesma carga, existe entre eles uma repulsão mútua, o que faz com que estejam uniformemente distribuídos na esfera.

“O modelo de Thomson tratou de novos conhecimentos sobre o átomo que até então não haviam sido propostos por falta de embasamento cientifico, como:

Natureza elétrica da matéria;
Divisibilidade do átomo;
Presença de partículas pequenas e com carga no átomo.”

Evolução dos modelos atômicos - Manual da Química
imagem: Manual da Química – Thomson e seu modelo atômico “pudim de passas”

MODELO ATÔMICO DE RUTHERFORD

Entenda o Modelo Atômico de Rutherford - Toda Matéria
imagem: Toda matéria

“No ano de 1911, o cientista neozelandês Ernest Rutherford apresentou à comunidade científica o seu modelo atômico. O modelo de Rutherford, também chamado de modelo do sistema solar, foi o terceiro na história da Atomística (sendo os dois primeiros o modelo de Dalton e o modelo de Thomson) e foi considerado o modelo que estimulou toda a evolução do conhecimento sobre o constituidor da matéria, o átomo.

A construção do modelo de Rutherford iniciou-se a partir do estudo das propriedades dos raios X e das emissões radioativas.

Experimento realizado por Rutherford:

O experimento realizado por Rutherford possuía a seguinte aparelhagem e organização:

Componente a – uma amostra de polônio (emissor de radiação alfa) colocada em um bloco de chumbo. Nesse bloco havia um pequeno orifício por meio do qual ocorria a passagem da radiação;

Componente b: lâmina finíssima de ouro posicionada à frente da caixa de chumbo;

Componente c: Placa metálica recoberta com material fluorescente (sulfeto de zinco) posicionada atrás, ao lado e um pouco à frente da lâmina de ouro.”

Representação do experimento realizado por Rutherford
imagem:https://brasilescola.uol.com.br

“Resultados do experimento de Rutherford

Representação dos resultados observados no experimento de Rutherford
Observe: região 1- a radiação alfa passou direto; região 2- radiação alfa sofreu desvio, mas passou; região 3- radiação alfa ( que é positiva) foi repelida por alguma coisa positiva imagem:tps://brasilescola.uol.com.br

Interpretação desses desvios:

região 1: Como grande parte da radiação alfa atravessou a lâmina de ouro sem nenhum empecilho, isso quer dizer que os átomos apresentavam grandes espaços vazios (eletrosfera), ou seja, regiões que não possuíam nada capaz de influenciar a radiação alfa;

região 2: A quantidade pequena de radiação alfa que sofreu desvios passou próximo de uma região positiva (núcleo) do átomo, provavelmente de tamanho pequeno, o que promoveu o desvio.

região 3: Como uma quantidade extremamente pequena de radiação alfa foi rebatida, isso quer dizer que elas se chocaram com uma região do átomo extremamente pequena que apresentava característica positiva.

Após as observações realizadas por Rutherford, ele formulou o seu modelo atômico, que apresentava as seguintes características:

a) Núcleo (que foi comparado ao sol no sistema solar)

Uma região central do átomo que apresenta:

partículas positivas (os prótons);

baixo volume;

maior massa;

maior densidade do átomo.

b) Eletrosferas (que foram comparadas às órbitas descritas pelos planetas no sistema solar)

Regiões do átomo que apresentam:

imensos espaços vazios entre si;

partículas de natureza negativa (os elétrons).

MODELO ATÔMICO DE BOHR

O modelo de Rutherford estava muito bem conceituado, mas a estabilidade dos elétrons não deixavam a teoria ser perfeita. Se os elétrons giravam em orbitas circulares, eles iriam perdendo energia e cairiam no núcleo, ou seriam por ele atraídos, uma vez que os elétrons são negativos e o núcleo, positivo.

Segundo Bohr, essas órbitas seriam eletrônicas e poderiam ser explicadas pela teoria Quântica de Planck. Quanto mais afastado o elétron estivesse do núcleo, maior seria sua energia. Essas órbitas são as camadas eletrônicas.

Mas esse será nosso próximo assunto!!

pesquisa: Wikipédia, brasilescola.uol.com.br, manualdaquimica.com, Feltre, Química, volume 1 .

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here